Você sabe o quanto sua empresa paga em impostos pelo Simples Nacional?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Segundo a receita federal brasileira, “O Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte”. Em resumo, podemos dizer que a proposta do Simples é facilitar a tributação para um grupo específico de empreendedores, uma vez que possibilita o recolhimento, num único documento, de vários impostos.

O DAS, Documento de Arrecadação Simplificada, permite às empresas o pagamento de oito impostos:

  1. IRPJ – Imposto Sobre A Renda Da Pessoa Jurídica;
  2. IPI – Imposto Sobre Produtos Industrializados;
  3. CSLL – Contribuição Social Sobre O Lucro Líquido;
  4. COFINS – Contribuição Para O Financiamento Da Seguridade Social;
  5. CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP;
  6. ISS – Imposto Sobre Serviço De Qualquer Natureza;
  7. ICMS – Imposto Sobre Operações Relativas À Circulação De Mercadorias E Sobre Prestação De Serviços De Transporte Interestadual E Intermunicipal De Comunicação;
  8. CPP – Contribuição Patronal Previdenciária.

Como cada um destes impostos são calculados a partir de alíquotas, definidas pelo próprio Simples, que consideram o faturamento mensal da empresa, é natural que haja certa confusão na hora de realizar o pagamento destes tributos. Também é possível até que o empreendedor nem saiba ao certo o quanto, de fato, a sua empresa tem pagado em impostos.

Mas, segundo  tabelas disponibilizada pelo regime, em 2018, podemos perceber que uma empresa com faturamento anual entre R$ 3,6 e R$ 4,8 milhões paga 19% em impostos. Isso equivale a mais de R$ 300 mil reais por ano.

Ao analisarmos também outra tabela disponibilizada pelo Simples, podemos ver que, na composição total da alíquota de 7,30% – correspondente à contribuição de uma empresa que fatura entre R$ 180 e R$ 360 milhões ao ano – 34,00% equivale a ICMS.

Tudo isso reforça a necessidade de se estar atento ao pagamento de impostos, independentemente do regime adotado pela empresa.

O que fazer?

Para todos os empresários que estejam se sentindo perdidos em meio à complexidade da tributação de seu negócio, é extremamente recomendado procurar o auxílio de consultorias especializadas no assunto.

Tratando-se de micro e pequenas empresas, que estejam cadastradas no Simples, conhecer a Dr. Fiscal pode ser uma alternativa mais que interessante.

A Dr Fiscal é uma plataforma tecnológica criada para empreendedores que possuem negócios no Regime de Tributação do Simples Nacional. Sua estrutura de regras fiscais formatadas em uma modelagem de algoritmo possui hoje 5 milhões de regras fiscais e mais de 32 milhões de produtos que permitem aos empresários do Simples Nacional a correta emissão das suas NFes e também a acuracidade no pagamento dos tributos, evitando riscos com a fiscalização.os com a fiscalização.

Quer saber mais? Entre em contato conosco e descubra o que podemos fazer pela saúde tributária da sua empresa.