Entrevista com o franqueado: Plauto Melo Silva

10 de janeiro de 2020 às 15:56

Plauto Melo Silva é um dos nossos mais novos franqueados. Com experiência como empresário, ele atua desde 2014 como advogado, já trabalha buscando soluções para empresas que precisem, resolvendo questões tanto judiciais quanto administrativas para elas. Em entrevista para o nosso blog, ele contou como conheceu a Dr. Fiscal e como vai funcionar a parceria com a marca.

Confira:

Me conta um pouquinho das tuas experiências, da tua formação.

“Eu fui empresário até 2013 e iniciei, em 2014, na advocacia e sou advogado desde então. Trabalho, basicamente, visitando as empresas para saber quais demandas elas necessitam que eu busque soluções, tanto judicial quanto administrativas, qualquer coisa que seja.”

Como você conheceu a Dr. Fiscal?

“Conheci ,acredito que, na FENALAW, que tinha presente algumas tecnologias tributárias e, dentre elas, estava a Dr. Fiscal.”

E como se deu esse processo de decisão de você virar franqueado da Dr. Fiscal?

“Como eu já tenho uma experiência em visitar as empresas eu notei que existia um nicho de empresas que estavam carentes de algum tipo de suporte para ajudá-las a entender sobre o sistema tributário que elas estavam, e também percebi que algumas delas estavam pagando impostos a mais. Eu atuo na área de restituição de tributo para empresas que não são do Simples Nacional e quando eu fiquei sabendo que a Dr. Fiscal prestava o mesmo tipo de serviço administrativamente para empresas do Simples Nacional eu me interessei, visto que a gama de empresas no Simples Nacional é maior.”

E o que você considera ser o ponto de destaque da Dr. Fiscal?

“Eu acredito que o uso da tecnologia, acelera a auditoria e também porque ela entende o mercado dos produtos que ela vai atingir, ela entende o mercado.”

Quais os planos e estratégias para levar a Dr. Fiscal a clientes?

“Eu vou usar a estratégia que eu já uso hoje em dia, eu estudo a empresa e tento agendar uma visita diretamente com o empresário. Geralmente empresas do Simples Nacional o empresário está dentro da empresa, então ele quase sempre tá lá, é só chegar na empresa e visitar, mas como às vezes é inconveniente eu tento agendar antes, informar antes. É basicamente isso presencialmente, informar as vantagens do contrato, principalmente porque ele é como um contrato de risco: se não houver nada a ser restituído, não há nada a ser pago e isso atrai bastante o público.”

compartilhe
Escrito por
Thiago Vargas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.