Pensando em abrir uma franquia? Conheça os prós e contras

27 de maio de 2020 às 10:58

Abrir uma franquia pode ser o que muitos buscam: começar a experiência como empreendedor já com uma empresa de renome no mercado e com todo o suporte necessário. No entanto, essa decisão precisa levar em conta uma série de outros fatores que não são tão simples assim.

Ao ponderar sobre o assunto, é importante ter em mente que a vida como franqueado não é perfeita, embora tenha diversas vantagens. E neste texto, queremos te mostrar quais são as vantagens e desvantagens de se abrir um franquia. 

VANTAGENS

Imagem da Marca

A primeira, e principal, vantagem é a imagem da marca. Ao adquirir uma franquia, o franqueado recebe junto a reputação e credibilidade que a empresa construiu ao longo de sua história.

Uma marca já consolidada no mercado é um investimento vantajoso ao empresário, já que, assim, todo o processo de fidelização de clientes e expansão do nome já conta com uma parte do caminho percorrida. Adquirir uma empresa já pronta e validada no mercado é um processo que acelera e facilita o início da vida empreendedora de alguém

Mas para manter a força que a imagem da marca possui, é preciso seguir as diretrizes de marketing da franqueadora, bem como cumprir as regras que garantem a qualidade do atendimento prestado em seu nome. Normalmente, o franqueado toma conhecimento dessas questões em um treinamento, onde aprenderá todo o know-how da companhia ao qual se associou — isto é, todos os processos e particularidades do negócio.

Fornecedores

Uma das principais dificuldades de abrir uma empresa é a busca por fornecedores. Mas no sistema de franquias isso não costuma ser um problema, pois, normalmente, há uma pré-definição de quais eles são. Ainda, como existem muitas unidades dentro de uma rede de franquias, a compra de novos insumos costuma ser feita em escalas muito maiores, barateando o custo para cada franqueado.

Suporte e Coletividade

Outros dois benefícios são o suporte — isto é, todo o apoio necessário nos temas contábeis e jurídicos, por exemplo — e a coletividade. Essas duas características estão interligadas: a franqueadora sabe que precisa dos franqueados, por isso há esse relacionamento saudável entre as partes — inclusive oferecendo toda a ajuda precisa — e, da mesma forma, as unidades também cooperam entre si, pois sabem que o crescimento é conjunto.

DESVANTAGENS

Novos Fornecedores

Mesmo que haja uma facilidade para encontrar fornecedores, já que são pré estabelecidos pela franqueadora, isso pode acabar sendo um desconforto — caso o franqueado encontre insumos mais baratos, ele precisará de aprovação para efetuar a compra.

Local de Instalação

Outro ponto importante a ser considerado antes de abrir uma franquia é a escolha do local de instalação. Normalmente, quem tem a palavra final é a franqueadora — isso quer dizer que, mesmo que o franqueado julgue um local muito bom, pode não instalar sua unidade ali.

Mudanças

Caso o franqueado julgue que possa melhorar algum dos processos idealizados pela franqueadora, vai precisar da aprovação dela para realizar alguma mudança estrutural.

Existe um padrão que precisa ser seguido por todas as unidades — tanto de qualidade, quanto de imagem — e, por isso, não costuma-se ter liberdade para cada loja modificar sua forma de trabalho. Por exemplo, caso uma franquia trabalhe com vendas, mas não tenha criado um e-commerce ainda, o franqueador precisa de aprovação para criar seu próprio canal de vendas online — o que pode não acontecer.

O respeito com o Manual da Marca, passado no treinamento inicial, também impacta nesse ponto. Não é permitido remodelar e fazer redesigns à identidade visual estabelecida e, isso, pode gerar desconforto em alguns franqueados. No entanto, sem manter esse padrão, em que é possível identificar qual é a empresa independentemente de qual unidade o cliente vá, a imagem da marca — comentada como vantagem — se enfraqueceria cada vez mais.

GASTOS

Para abrir uma franquia, alguns gastos são necessários. Entre eles, o investimento inicial, que é o valor pago para o ingresso do franqueado — basicamente, a “compra” da franquia — é um dos principais. A taxa de publicidade e os royalties são dois gastos que variam de empresa para empresa. O primeiro diz respeito à manutenção da imagem da marca e é um fundo conjunto (composto pelo valor pago por todas as unidades) utilizado para promover e divulgar a franquia. Já o segundo refere-se ao valor pago periodicamente pelo uso da marca.

.

Esse texto te ajudou a decidir se adquirir uma franquia é o melhor para você? Então aproveite para saber mais sobre o mercado de franchising e sobre os segmentos mais promissores para atuar em 2020. Venha conferir as nossas dicas! 

compartilhe
Escrito por
Thiago Vargas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
$("form.mailster-form.mailster-form-submit.mailster-ajax-form.mailster-form-4 select#mailster-assunto-select-4").change(function(){ var select = $(this).children("option:selected").val(); $('form.mailster-form.mailster-form-submit.mailster-ajax-form.mailster-form-4').attr('name', select); });